Intercâmbio entre Indígenas da TI Kaxarari-RO e Produtores Agroextrativistas do RECA sobre Produção Sustentável e Sistemas Agroflorestais

Colhendo frutas no SAF do Sr. Selvinu. Foto: Francisco Apurinã

       Francisco Apurinã – Chefe da Divisão Técnica (DIT)

Waldir Cruz – Indigenista Especializado

         Entre os dias 24 de junho e 03 de julho, a CR Alto Purus, por meio da Coordenação Geral de Etnodesenvolvimento (CGETNO) realizou uma atividade de intercâmbio do povo Kaxarari no Projeto RECA – Reflorestamento Econômico Consorciado e Adensado da Associação dos Pequenos Agrossilvicultores, com objetivo de trocar experiências e conhecimento de produção em Sistemas Agroflorestais (SAFs) e novas formas de associativismo.

       A Terra Indígena Kaxarari fica localizada na Vila Extrema, RO, é rica em recursos naturais, porém vem sofrendo seriamente com a ocorrência de ilícitos e com a pressão exercida pelo meio externo, uma cena dominada pela pecuária extensiva e pela exploração madeireira ilegal e irregular. Buscando conscientizar e incentivar os produtores Kaxarari de que é possível investir em projetos de geração de renda, utilizando recursos naturais de forma sustentável e através de organização comunitária e cooperativa, propusemos a realização dessa atividade de intercâmbio. O projeto foi apresentado e aprovado pelos membros do Comitê Regional da CR Alto Purus, em reunião realizada em Rio Branco, nos dias 17 e 18 de maio de 2013.

Imagem

Aula sobre sistemas agroflorestais. Foto: Waldir Cruz

O Projeto RECA fica localizado na Vila Nova Califórnia, RO, e desde 1989 trabalha com a produção em Reflorestamento Econômico Consorciado Adensado (RECA). Trata-se de uma experiência-referência no que diz respeito a produção sustentável e geração de renda, e possui um programa de recebimento de visitantes. Através dessa parceria, levamos um grupo de 27 produtores agrícolas Kaxarari, sendo 13 no primeiro dia e 14 no segundo, respectivamente 25 e 26 de junho, para conhecer o trabalho do Projeto RECA, com destaque para suas instalações, como os maquinários responsáveis pela produção do palmito de pupunha; polpas de cupuaçu e açaí; óleo de cupuaçu, de andiroba e de castanha do Brasil. Com relação às experiências obtidas por meio das espécies cultivadas em sistema consorciados, esta foi realizada na Chácara do senhor Selvinu, que é um dos fundadores e sócio do RECA. Na sequência realizamos reuniões em cada uma das 07 aldeias da TI Kaxarari para repassar os conhecimentos e lições aprendidas durante a visita, bem como fazer levantamento das iniciativas produtivas e discutir junto com a comunidade projetos futuros.

Imagem

Aula no SAF do Sr. Selvinu. Foto: Francisco Apurinã.

Consideramos que a experiência foi um passo importante na direção da implementação e consolidação de uma política mais ampla voltada para a gestão ambiental e territorial sustentável; propiciando novas alternativas de renda, aliada a preservação/conservação florestal. Como continuidade a este projeto prevê-se ainda para o ano de 2013 a realização de uma Oficina de Gestão de Projetos que irá apresentar e discutir com a comunidade formas e alternativas de gestão e captação de recurso para investir em projetos de interesse das comunidades.

Imagem

Aula prática no SAF. Foto: Francisco Apurinã.

Imagem

Produtores Kaxarari conhecendo as instalações do Projeto RECA. Foto: Francisco Apurinã.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s